Fake Declarations do MAI

No seguimento das declarações proferidas na Assembleia da República, pelo Exmo. Sr. Ministro da Administração Interna, no que concerne aos vencimentos auferidos pelos Polícias, vem a OSP denunciar publicamente o conteúdo desonesto e não correspondente à atual realidade.

A OSP lamenta que o Sr. Ministro José Luís Carneiro, esteja a seguir as linhas orientadoras e discurso pautado por imprecisões, à imagem do Ex. Ministro Eduardo Cabrita, quando declarou, a título de exemplo, que "Se Polícias compram equipamento é porque querem e não têm necessidade de o fazer".

Esta postura tendenciosa e desonesta, deixa no ar a ideia de que o MAI não pretende uma posição de colaboração e resolução de problemas, mas sim, de encobrir e escamotear as parcas condições com que os Polícias se deparam ao longo da sua limitada "carreira" profissional.

Ora vejamos.

No discurso de resposta à questão sobre o vencimento dos Polícias, o MAI relata inúmeros suplementos, dando a ideia errada de que o Polícia afinal, aufere um vencimento superior ao que se verifica na realidade.

Esclarecendo ponto a ponto.

Vencimento base proposto para 2023 no valor de 899,77Euros e não os 1070 Euros relatados;

Suplemento Especial de Serviço é direcionado apenas para a Unidade Especial de Polícia;

O referido Suplemento de Comando e de Residência são exclusivos de Oficiais de Polícia;

Referir-se aos serviços remunerados como "Bónus", chega a ser ofensivo a todos os profissionais que, por necessidade, se sujeitam a horas extras, em serviços requisitados por privados e em horários absolutamente contraditórios com um desejável período de descanso e bem estar físico/psicológico.

Posto isto e face a tantas imprecisões, o MAI, ou indevidamente aconselhado, ou de forma intencional, distribui indiscriminadamente todos os suplementos em cima da mesa, expondo argumentos desfasados da realidade, para a esmagadora maioria dos Polícias.

A OSP repudia publicamente os referidos comentários, exortando o Sr. Ministro a procurar a informação mais precisa e real, de forma a repor a verdade e a honestidade das suas declarações.

A OSP não pode de forma alguma aceitar que os Polícias, em particular nas hierarquias inferiores, vejam constantemente a sua palavra posta em causa e as suas reinvindicações desvalorizadas, como se de caprichos se tratassem.

Os problemas são reais, existem e os Polícias sentem-nos na pele. Reinvindicações por condições justas de trabalho e carreiras mais aliciantes, não são meros caprichos, para serem menosprezados pela tutela.

Pelos Polícias! Para os Polícias!

OSP-PSP

consulte o Facebook da PSP -Organização Sindical dos Polícias

https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=pfbid0syMuavexvu3QUFPxDSsPS74ggYjEd891ZPhuFqnqWNNTp1ro6U4uQvZyfRoofYAkl&id=100057218508101&sfnsn=mo

Localização

Não disponível

  • Tipo: Outros

Exportar para PDF

Contacto